O que é o enriquecimento? Como ele é feito?

Enriquecimento de urânio é o processo de separação física do átomo urânio-235 do átomo urânio-238, chamados isótopos do urânio, que são encontrados na natureza em concentrações de 0,7% e 99,3%, respectivamente, de modo a aumentar para 4% a concentração do urânio-235.

O urânio-235, o isótopo físsil, é que produz energia ao sofrer fissão (rompimento) nos núcleos dos reatores nucleares. O hexafluoreto de urânio (UF6) é o composto de urânio processado, na forma gasosa, por grupos de equipamentos especiais empregados nos processos tecnológicos de enriquecimento de urânio. No caso do processo de ultracentrifugação, o gás passa por equipamentos chamados ultracentrífugas que giram em velocidade extremamente alta, separando os dois tipos de isótopos, o urânio-235 e o urânio-238. Por ser mais pesado, o urânio-238 se desloca para as paredes da ultracentrífuga, enquanto que o urânio-235, por ser mais leve, se concentra no centro, de onde são retirados.

Para entender o processo de separação da forma mais simples, cita-se o exemplo da secagem de roupas numa máquina lavadora: análogo ao que acontece numa ultracentrífuga, o tambor da máquina ao girar lança a roupa contra as paredes internas, tirando a maior parte da umidade, enquanto a água é eliminada em outra parte. Como no enriquecimento de urânio o efeito separativo dos isótopos numa ultracentrífuga é pequeno, para conseguir-se a concentração desejada de 4% do isótopo urânio-235, torna-se necessária a passagem sequencial do gás “enriquecido” por inúmeras máquinas conectadas em série e paralelo, formando as chamadas cascatas.

A figura a seguir, de forma singela, ilustra o processo industrial do enriquecimento de urânio, identificando na cor vermelha as concentrações dos isótopos urânio-235 nas frações enriquecida e empobrecida, retiradas das cascatas.


Data da última atualização: 14/07/2016 11:13:49

COMPARTILHE NAS MÍDIAS SOCIAIS: