Reservas

O Brasil possui uma significativa reserva de urânio, o que leva o país a ocupar a sétima posição no ranking mundial: são 309.000 toneladas do minério distribuídas entre os estados da Bahia e do Ceará, Paraná e Minas Gerais.

Mas estima-se que as reservas brasileiras sejam ainda maiores, já que menos de um terço do território brasileiro foi alvo de pesquisas em busca do minério. Especialistas avaliam que somente a região Norte do país tenha potencial para abrigar mais 300 mil toneladas de urânio. Já foram identificados depósitos em Pitinga (Amazonas), onde o urânio encontra-se associado a utros minerais, e no Pará.

As maiores reservas de urânio se encontram nos seguintes países: Austrália, Cazaquistão, Canadá, Rússia, África do Sul, Níger e Brasil. Atualmente, mais de 11% de toda a energia elétrica consumida no mundo vem do urânio, de acordo com a World Nuclear Association.