Por que são chamadas "pastilhas verdes"?

As pastilhas verdes são ainda relativamente frágeis, e não apropriadas para suportar as condições de operação dos reatores nucleares. Assim, são encaminhadas para um forno de sinterização que se encontra em temperatura de 1750°C onde em presença de gás hidrogênio, num processo semelhante ao da fabricação das cerâmicas, adquirem resistência mecânica (dureza) necessária para resistir às condições de operação a que serão submetidas dentro do reator da usina nuclear.

As pastilhas sinterizadas passam, ainda, por uma etapa de retificação para ajuste fino das dimensões. Após a retificação, todas as pastilhas sinterizadas são verificadas através de medição a laser, que rejeita aquelas cuja circunferência estiver fora dos padrões adequados. As pastilhas sinterizadas aprovadas são acondicionadas em caixas e armazenadas adequadamente em um depósito.




Detalhe da pastilha de UO2


Data da última atualização: 14/07/2016 11:21:03

COMPARTILHE NAS MÍDIAS SOCIAIS: