Qual é a caracterização geológica/ mineralógica de Caetité?

Em síntese, o quadro geológico da região é composto predominantemente por migmatitos, granitos, gnaisses e albititos, parcialmente recobertos por solos residuais ou sedimentos pouco transportados.

Os albititos, portadores da mineralização uranífera, encontram-se encaixados nos gnaisses/granitos, lenticularmente, regulados por regime de deformação por cisalhamento. Albititos são rochas metamórfico-metassomáticas, compostas por albita, em percentagem igual ou superior a 60%, distiguindo-se os diferentes tipos em função da relativa abundância de seus constituintes varietais (até 10%), tais como piroxênio, anfibólio, granada, epidoto,biotita, magnetita, hematita e calcita.

Os albititos ocorrem sob a forma de numerosos corpos lenticulares e sigmóides, alongados em planta e concordantes com a direção geral da foliação. Os contatos com a rocha encaixante, bem como com as diversas interfácies de albititos, são gradacionais ou, eventualmente, bruscos.

A mineralização de urânio, constituída pelos minerais uraninita e/ou pechblenda, tem um controle litoestrutural, ocorrendo disseminadamente nos albititos portadores de minerais ferro-magnesianos e/ou cálcicos, segundo corpos filonianos lenticulares, de dimensões variadas. Os minerais secundários de urânio (uranofano e autunita) estão restritos às zonas de alteração intempérica, condicionados, principalmente, pelos sistemas de fraturas.

É importante assinalar que nem todos os albititos ferro-magnesianos são mineralizados. Da mesma forma que a mineralização, variando gradativa ou bruscamente de teor, pode não abranger toda a extensão dos albititos.

Cada depósito comporta geralmente vários corpos mineralizados, apresentando forma, tamanho e distribuição regulados, provavelmente, pelo regime de cisalhamento. Cada corpo, por sua vez, é formado por várias lentes.  


Data da última atualização: 29/09/2020 09:52:13

COMPARTILHE NAS MÍDIAS SOCIAIS: