Mineração

A mineração de urânio no Brasil é feita pela INB em sua Unidade de Concentrado de Urânio, implantada no município de Caetité, localizado no sudoeste da Bahia. Atualmente, esta é a única mina em atividade no país. A unidade situa-se na Província Uranífera de Lagoa Real, onde se encontra uma reserva de 110 mil toneladas distribuídas em 38 depósitos de urânio, com alto grau de pureza.

O processo

O minério é extraído da rocha e levado para ser britado, transformando-se em pedrinhas. Elas são depositadas em pilhas e recebem, através de mangueiras, uma solução de ácido sulfúrico que separa o urânio da rocha. Esse processo é conhecido como lixiviação e dele resulta um líquido amarelo, o licor de urânio – uma mistura de ácido sulfúrico com urânio.

Este licor de urânio é purificado e tratado com diversos processos químicos e físicos de separação, o que gera uma pasta amarela (concentrado de urânio), também conhecida como yellowcake. Este material é depositado em tambores especiais, inteiramente vedados, e segue para outra etapa do ciclo do combustível nuclear: a conversão.