Produção

A única mina de urânio atualmente em atividade no Brasil está localizada em Caetité/Bahia, onde se encontram reservas estimadas em 100 mil toneladas de urânio. Nessa área já foram identificadas mais de 38 anomalias (áreas de grande concentração de urânio), por isso ela é denominada Província Uranífera. A Unidade de Concentrado de Urânio – a INB Caetité tem capacidade de produzir cerca de 400 toneladas/ano, podendo chegar a 800t com a lavra da mina do Engenho, da mina subterrânea e a duplicação da capacidade de produção da unidade.

Para aumentar a produção de urânio a INB formou, em parceria com o Grupo Galvani, o Consórcio Santa Quitéria para explorar a jazida de Itataia, no município de Santa Quitéria, no Ceará, onde o minério se encontra associado ao fosfato. Ali as reservas estão estimadas em 80 mil toneladas; quando em operação, a mina produzirá anualmente 1.600 toneladas de concentrado de urânio.

A produção brasileira de urânio começou em 1982, no município de Caldas/ Minas Gerais. A mina abasteceu durante 13 anos a usina nuclear Angra 1 e em 1995 a unidade encerrou sua produção.